Kaspersky fala sobre Ransomware

Negócios

Posto isto, o criminoso mantém “sequestrado” o equipamento da vítima e, embora o resgate seja pago, o utilizador nunca mais vai voltar a recuperar o acesso ao seu computador.
 
Para evitarmos que o nosso computador seja infetado por um programa de Ransomware, é necessária a insta

A extorsão, a chantagem e os pedidos de resgate são os pilares básicos sobre os quais assenta o cibercrime atual, tendo os cibercriminosos adaptado as suas técnicas aos tempos que correm, utilizando, entre outros métodos, o “Ransomware”.
 
Mas, afinal, o que é o Ransomware? Trata-se de um tipo de software malicioso que os cibercriminosos utilizam para extorquir e obter dinheiro das suas vítimas, depois de encriptarem os dados do disco rígido do computador ou após terem bloqueado o acesso ao sistema por parte do seu proprietário. Normalmente, o Ransomware é instalado, através de uma vulnerabilidade no equipamento, após a abertura de um e-mail de phishing ou da visita a um website malicioso, criado pelo hacker.
 
Uma vez instalado este programa, é deixada uma mensagem de “resgate” ao proprietário do disco rígido, que reclama uma determinada quantia em dinheiro. Posto isto, o criminoso mantém “sequestrado” o equipamento da vítima e, embora o resgate seja pago, o utilizador nunca mais vai voltar a recuperar o acesso ao seu computador.
 
Para evitarmos que o nosso computador seja infetado por um programa de Ransomware, é necessária a instalação de uma solução de segurança informática, que identifique as vulnerabilidades e utilize um sistema  de deteção de exploits de elevado nível. 


Autor: admin
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor