Fabricante da Apple contrata mais de 100 mil pessoas para lançar o novo iPhone

EmpresasMobilidadeNegócios

A taiwandesa Foxconn pretende contratar mais de cem mil trabalhadores para garantir a produção dos novos modelos do iPhone – o 6S, o 6S Plus e o 6C – com lançamento previsto para o próximo mês.

O objetivo da principal fabricante da Apple é aumentar a sua linha de montagem. Para tal, planeia a contratação de milhares de novos trabalhadores na sua fábrica de Zhengzhou, situada no centro da China.

É exigido que os trabalhadores tenham entre os 18 e os 45 anos. Prevê-se ainda que os contratados trabalhem diariamente mais três horas do que o habitual e recebam cerca de 480 euros mensais.

Ao longo dos anos, as condições de trabalho que a Foxconn oferece têm sido alvo de protestos por parte dos funcionários que têm protagonizado greves pelas mais diversas razões, nomeadamente devido aos baixos salários ou pelo abuso de carga horária.

No último ano, o parque tecnológico de Zhengzhou da Foxconn, a maior fabricante mundial de componentes eletrónicos para marcas como a Apple, a Hewlett Packard, a Nokia e a Dell, produziu mais de 118 milhões de smartphones.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor