Lenovo ganha território na Índia

EmpresasMobilidadeNegóciosSmartphones

O grupo Lenovo Ltd. deu início à produção de smartphones na Índia através da fabricante de contrato Flex, tornando-se uma das maiores companhias chinesas a produzir equipamentos móveis na região, depois do governo local aumentar as tarifas de importação para atrair investimento na manufatura.

Amar Babu, presidente da Lenovo na Índia, disse à Bloomberg que será a primeira vez que as marcas Lenovo e Motorola serão produzidas nas instalações das linhas dedicadas à fábrica da Flex em Sriperumbudur, próximas do sul da cidade indiana de Chennai. Segundo a Lenovo, as marcas terão linhas separadas com uma capacidade anual combinada de seis milhões de unidades.

Este ano, o grupo Foxconn Technology começou o fabrico de smartphones na Índia para marcas chinesas, o que inclui a Xiaomi e a OnePlus. O anúncio da Lenovo marca o maior nome chinês ainda a ser atraído pelo primeiro-ministro Narendra Modi na sua campanha Make in India, à medida que a concorrência disputa o aumento da sua parte no terceiro maior mercado de smartphones do mundo.

“A central de produção está focada sobretudo em servir o mercado indiano”, declarou Babu à agência de notícias. Para já, a Lenovo não tem planos imediatos para elaborar e desenvolver telefones especificamente para a Índia, referiu o presidente da Lenovo.

A Lenovo considerou adicionar o fabrico de smartphones à sua própria fábrica de Pcs em Puducherry, na costa sudeste da nação, mas optou por externalizar a produção para a fábrica da Flex, referiu Babu.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor