Preços mais baixos para e-books

EscritórioMac

Desta maneira, a empresa terá a possibilidade de aumentar o número de consumidores e de melhorar as suas receitas.

Segundo a agência Reuters, as autoridades reguladoras da União Europeia terão aceite a sugestão da Apple e de outras quatro empresas, para aliviar as restrições de preços impostas à Amazon. Contudo, a decisão final só deverá ser comunicada em Dezembro.
 
Diversas editoras de e-books, nas quais a Apple está incluída, sugeriram à Comissão Europeia a hipótese de poderem estabelecer, livremente, preços e descontos por um período de dois anos. Propõem, ainda, que se suspenda o favorecimento de alguns países, relativamente ao preço estabelecido, durante cinco anos.
 
Se realmente se confirmar esta deliberação, a Amazon poderá vir a vender e-books a preços relativamente mais baixos do que a concorrência. Desta maneira, a empresa terá a possibilidade de aumentar o número de consumidores e de melhorar as suas receitas.


Autor: admin
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor