JP – inspiring knowledge apoia revolução tecnológica na Bolívia

EmpresasNegóciosProjetosSetor Público

A empresa portuguesa JP – inspiring knowledge implementou em La Paz, na Bolívia, a primeira fábrica de montagem de equipamentos tecnológicos do país. O evento de inauguração contou com a presença do presidente boliviano, Evo Morales.

Desde 2013 que a JP – IK estava a trabalhar neste projeto que agora aparece sob o nome de Fábrica de Equipamentos Tecnológicos Quipus. Esta unidade industrial, que é a primeira inquilina do Parque Industrial de Kallutaca, no município de La Paz, espalha-se por 7500 metros quadrados e tem uma capacidade de produção anual de 600 mil equipamentos.

A ideia de criar a primeira fábrica de assemblagem do país surgiu com o programa educativo nacional que distribui computadores aos estudantes bolivianos. João Paulo Sá Couto, presidente executivo da JP – inspiring knowledge, explica em comunicado que “a Fábrica de Equipamentos Tecnológicos Quipus representa um marco num processo de transformação que começou por ser educativo, para se transformar numa verdadeira revolução tecnológica na Bolívia”.

Em 2013, o projeto arrancou com a adaptação de uma antiga fábrica têxtil para uma unidade de montagem provisória, que permitiu produzir mais de 150 mil equipamentos para estudantes de todo o país. Foi um esforço para alargar o acesso da população mais jovem aos meios tecnológicos, num momento em que apenas 24 por cento dos lares bolivianos tinha acesso a uma computador.

A tecnológica portuguesa mostra-se “orgulhosa” pelo papel que teve na iniciativa. Para além da implementação da fábrica, a JP – IK foi também responsável pela contratação e formação tecnológica dos trabalhadores, que se vão dividir em turnos de 800 pessoas.

“Inauguramos agora a primeira fábrica de assemblagem de computadores e equipamentos tecnológicos, mas o nosso desejo é que fabrique muitos mais acessórios”, afirmou Evo Morales, Presidente da Bolívia, durante a cerimónia de inauguração. A nova fábrica quer estender a linha de produção a telemóveis, servidores, descodificadores de televisão digital, entre outros.

A empresa portuguesa JP contou com a colaboração da Quipus, uma empresa pública boliviana criada para a implementação do projeto educativo tecnológico.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor