PT desenha solução para pagamentos móveis

EmpresasNegócios

 

A mPowa é um provedor de pagamentos móveis, sediada no Reino Unido, que permite associar cartões de pagamento a um terminal móvel.
O comunicado emitido pela mPowa refere que o acordo entre as duas empresas permita à PT comercializar os serviços da empresa britânica como ponto central da sua solução de pagamentos móveis.

No comunicado é a inda referido que o potencial global deste mercado é de 100 milhões de clientes, tendo em conta que essa é a dimensão do universo PT na Europa, América Latina e África.

Tal como outras plataformas semelhantes, a mPowa está a trabalhar na premissa de soluções de chip e/ou pin que não necessitem da habitual banda magnética presente nos cartões de pagamento. Muitos mercados adotaram já estes sistemas que se tornarão cada vez mais comuns e globais.
Dan Wagner, CEO da mPowa, adiantou ainda que o negócio deverá envolver a integração da solução de back-end de e-commerce da mPowa com o sistema de pagamento móvel no ponto de venda.

Estas soluções são uma excelente alternativa aos habituais terminais de pagamento que representam um custo mais elevado e começam a desaparecer a pouco e pouco nos estabelecimentos mais pequenos, mas a realidade é que a solução da mPowa é compatível  com qualquer dimensão ou área de negócio.

Celso Martinho (CTO do SAPO.PT) referiu que a “mPowa vai integrar a área de soluções e serviços de inovação com um infraestrutura pronta a utilizar, robusta, resiliente e segura, que permitirá ao Grupo Portugal Telecom oferecer uma solução de ponto móvel de venda aos nossos clientes”.

Apesar do forte otimismo da mPowa neste negócio a B!T apurou que não existe ainda nenhuma conclusão sobre este negócio. As negociações correm em bom ritmo mas ainda em fase embrionária. Tentamos ainda obter junto da PT informações precisas sobre este negócio no entanto a gigante portuguesa de telecomunicações não quis prestar qualquer informação sobre o mesmo, remetendo todas as declarações prestadas por Celso Martinho para as que constam no comunicado.  


Autor: admin
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor