Siemens moderniza edifícios do Carnegie Hall

EmpresasNegócios

De momento, os nossos gestores de projeto e eletricistas enfrentam grandes desafios com a cablagem».

O projeto de renovação das Studio Towers, as duas torres adjacentes ao Carnegie Hall, inclui a criação de novos espaços dedicados à educação musical e a renovação da zona de bastidores.
 
Embora a Siemens esteja familiarizada com este tipo de projetos, tais como o Madison Square Garden ou o Estádio Meadowlands, este desafio não deixa de ser particularmente interessante.
 
No fundo, a participação da Siemens consiste no fornecimento dos sistemas de gestão técnica, sistemas de segurança, bem como do abastecimento de algumas partes do sistema de distribuição de energia. Por sua vez, o sistema de gestão técnica centralizada do edifício controla, de forma económica, o aquecimento, a iluminação e, por fim, a energia.
 
Quando a obra estiver terminada, o edifício deverá receber uma certificação de prata em “Leadership in Energy and Environmental Design” (LEED). Esta certificação é um dos pré-requisitos, para que a cidade de Nova Iorque assuma parte dos custos da renovação, que ultrapassarão os 200 milhões de dólares.
 
Richard Nowak, da divisão Building Technologies da Siemens, indica ainda outra questão desafiadora: «não existem livros que nos dizem como transformar um edifício de 121 anos compatível com o padrão de construção LEED. Além disso, desde a sua construção em 1891, nunca houve plantas de construção consistentes. De momento, os nossos gestores de projeto e eletricistas enfrentam grandes desafios com a cablagem».


Autor: admin
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor