Alcatel-Lucent implementa rede experimental de TD-LTE da China Mobile (com vídeo)

EmpresasNegócios

Com este contrato, a China Mobile poderá também diminuir o consumo de energia e simultaneamente aumentar a sua eficiência, deixando uma pegada de carbono menor no planeta.

A Alcatel-Lucent Shanghai Bell, a companhia de bandeira chinesa da Alcatel-Lucent (Euronext Paris e NYSE: ALU), ganhou um importante contrato, através do qual irá desenvolver a maior parte da implementação da rede experimental de TD-LTE da China Mobile, que estende serviços a 10 cidades. A rede experimental de TD-LTE da China Mobile irá abranger um total de 13 cidades, após os novos desenvolvimentos da rede, bem como os upgrades das três redes existentes.

A China é o maior mercado mundial de smartphones, sendo que no primeiro trimestre de 2012, 22% dos envios de smartphones a nível global destinavam-se à China. A China Mobile é o maior operador wireless do mundo, com mais de 700 milhões de assinantes, e está por isso a agilizar a sua implementação de TD-LTE para coincidir com a grande procura de smartphones no país.

Serão disponibilizados pela Alcatel-Lucent Shanghai Bell aproximadamente 3.000 estações base nas cidades de Xangai, Nanjing e Qingdao, três grandes polos económicos da China. “É uma honra sermos seleccionados pela China Mobile para a maior rede de TD-LTE do mundo. Com as nossas soluções de LTE, líderes na indústria, e a nossa experiência na implementação de redes LTE no mundo inteiro, ajudaremos a China Mobile a reduzir drasticamente a complexidade técnica, o consumo de energia e os custos operacionais face ao rápido crescimento do tráfego”, afiirma Ben Verwaayen, CEO da Alcatel-Lucent.

A China é hoje o maior mercado do mundo para serviços de dados móveis, a uma taxa crescente de mais de 50% por ano. A nova rede de TD-LTE implementada pela Alcatel-Lucent, permitirá a cidades como Xangai, Nanjing e Qingdao uma maior velocidade, capacidade e qualidade de rede. Com este contrato, a China Mobile poderá também diminuir o consumo de energia e simultaneamente aumentar a sua eficiência, deixando uma pegada de carbono menor no planeta.


Autor: admin
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor