Cabo Submarino em São Tomé e Príncipe em 2012

EmpresasNegócios

O investimento neste sistema vem permitir um reforço fundamental da infra-estrutura de telecomunicações santomense, assegurando a conectividade internacional de São Tomé e Príncipe, actualmente ligado ao mundo apenas por satélite.
 
Este forte investimento que conduz a um ganho de competitivid

O Cabo Submarino entrará em funcionamento no 1º semestre de 2012, em resultado de um consórcio formado por 19 operadores internacionais, entre os quais a CST e a Portugal Telecom.
 
Com um investimento da CST e do Estado Santomense de cerca de 25 milhões de dólares, este Cabo Submarino prevê 20 pontos de amarração e estender-se-á ao longo da Costa Ocidental de África. O investimento neste sistema vem permitir um reforço fundamental da infra-estrutura de telecomunicações santomense, assegurando a conectividade internacional de São Tomé e Príncipe, actualmente ligado ao mundo apenas por satélite.
 
Este forte investimento que conduz a um ganho de competitividade para a economia de São Tomé e Príncipe, irá permitir aos santomenses comunicações internacionais mais fiáveis, aumento da qualidade e velocidade das ligações de Internet, maior qualidade nas ligações móveis e redução dos preços.
 
Estão abertas as portas, deste modo, a uma aposta forte no desenvolvimento da Sociedade de Informação e do Conhecimento em São Tomé e Príncipe, para a qual também contribuirá a implementação, no 2º semestre de 2011, de uma rede nacional baseada em tecnologia GPON de Fibra Óptica, que irá potenciar o crescimento sustentado do tráfego de voz e dados para particulares e empresas, a par do lançamento de serviços de alto débito, nomeadamente nas áreas da saúde, educação e economia.
 


Autor: admin
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor