13 de Novembro de 2013

Novas plataformas em debate no fórum Media do Congresso das Comunicações

Neste fórum, a abertura esteve a cargo do moderador Manuel Lopes da Costa, responsável pela Área de Advisory da PWC. O moderador fez a apresentação de um estudo da sua empresa em que falou das macrotendências. Este estudo constatou algos dados importantes: um crescimento no consumo de média através de smartphones e tablets; a televisão

IPST e Fundação Vodafone lançam plataforma Dador

Foi apresentada, em Lisboa, a nova plataforma “Dador” que apela à dádiva de sangue através da tecnologia e das redes sociais. A plataforma Dador foi desenvolvida de raiz pela Fundação Vodafone Portugal, em parceria com o Instituto Português do Sangue e Transplantação. Pode ser acedida a partir de uma aplicação para smartphones Android e iOS,

iPad Mini com ecrã retina disponível a partir de terça

A Apple anunciou que o iPad Mini com ecrã retina vai estar disponível a partir da próxima terça-feira, a um preço de 399 dólares (cerca de 297 euros) nos Estados Unidos. A empresa lançou, no dia 23 de outubro, uma versão mais leve e menos espessa do seu tablet, chamado de iPad Air, e anunciou

Samsung quer duplicar venda de smartphones em África

Segundo um executivo da Samsung, a empresa espera aumentar para metade o fornecimento de smartphones em África ainda este ano e dobrar as vendas no continente para 2014. África tem uma população jovem crescente que está a consumir tecnologia em áreas mais urbanizadas. Esta situação está a atrair vendedores estrangeiros de produtos de consumo, como

SAS participa em evento de melhores sítios para trabalhar

O SAS Portugal vai participar no evento de amanhã organizado pelo Great Place to Work Institute Portugal e pela Câmara Municipal de Lisboa onde irá ser debatido os contributos para transformar Lisboa numa das melhores cidades para se trabalhar. O diretor geral do SAS Portugal, Álvaro Oliveira de Faria, irá participar na iniciativa cujo objetivo

T-Mobile planeia comprar propriedade de grupo privado

O grupo norte-americano T-Mobile está a considerar comprar a propriedade de um grupo privado não identificado e irá usar alguns fundos de um plano de dois mil milhões de dólares de oferta de ações para financiar o negócio. Depois de o mercado fechar na segunda-feira, a empresa anunciou uma oferta para mais de 72 milhões