Microsoft parceira de cibersegurança do governo vietnamita

EmpresasNegóciosSegurançaSoftware

O Ministério de Informação e Comunicações vietnamita assinou um Memorando de Entendimento com a tecnológica Microsoft para fomentar a cibersegurança, a implementação e melhoria de infraestruturas cloud, o desenvolvimento de aplicações e de ferramentas de administração das infraestruturas nas empresas no Vietname. Esta parceria constitui-se como uma continuidade do acordo assinado em 2007 entre a

O Ministério de Informação e Comunicações vietnamita assinou um Memorando de Entendimento com a tecnológica Microsoft para fomentar a cibersegurança, a implementação e melhoria de infraestruturas cloud, o desenvolvimento de aplicações e de ferramentas de administração das infraestruturas nas empresas no Vietname.

seguranca_02

Esta parceria constitui-se como uma continuidade do acordo assinado em 2007 entre a Microsoft e o Ministério de Informação e Comunicações vietnamita (MIC), que visava o treino de trabalhadores do país em plataformas e sistemas de Tecnologias de Informação e Comunicação.

Cesar Cernuda, presidente da Microsoft APAC, declara que este novo acordo atua como um reforço do compromisso da multinacional em tornar o país mais tecnologicamente desenvolvido, nas áreas informativas e comunicativas, e em potenciar o desenvolvimento das TI para que, assim, estas se tornem elementos fulcrais no crescimento do Vietname e das suas demais indústrias.

O MIC diz que a cibersegurança é uma das prioridades para o ano de 2014, e que conta com o apoio da Microsoft na formação de trabalhadores locais no setor das TI.

Outro acordo foi assinado, ainda, entre a Microsoft e Vietnam Computer Emergency Response Team (VNCERT), através do qual se pretende a partilha de estratégias e tecnologias que auxiliem o país no combate contra a criminalidade cibernética.

Vu Quoc Khanh, diretor do VNCERT, declarou que o memorando assinando com a Microsoft salienta uma promessa em implementar melhorias na segurança informática no Vietname.

O VNCERT coordenará esforços com a empresa norte-americana no sentido de aprimorar a assistência computacional de emergência e de tornar mais eficazes as inspeções de segurança, numa altura em que o país perspetiva o cibercrime como uma tendência em constante crescimento e evolução.

A equipa de resposta de emergência computacional asseverou que 78 em cada cem sites governamentais carecem de sistemas de segurança eficientes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor